29 julho 2017

LIVROS | O pintor debaixo do lava-loiças

Acabei na segunda feira de ler O Pintor Debaixo do Lava-Loiças e posso desde já dizer que este é daqueles livros que nos cativa da primeira à última página. Publicado em 2011 e escrito por Afonso Cruz (autor português-porque nunca é demais dar a conhecer o que é nosso), O Pintor Debaixo do Lava-Loiças baseia-se numa história real, passada com um dos avós do autor. Um pintor eslovaco, nascido nos finais do século XIX, no império Austro-Húngaro, que emigrou para os Estados Unidos e voltou a Bratislava (cidade natal) e que, por causa do nazismo, teve de se esconder debaixo de um lava-loiças (sim, o título é mesmo literal). Este lava-loiças situava-se na casa de um dos avós de Afonso Cruz, em Lisboa, o qual aceitou abrigar Sors, o jovem pintor.
Sors era um pintor diferente dos demais. Passou a sua adolescência e parte da vida adulta a desenhar olhos, abertos e fechados. Para tal possuía um livro para cada tipo de olhos que desenhava: O Livro dos Olhos Abertos e o Livro dos Olhos Apagados. São estes mesmos livros que dividem a obra de Afonso Cruz em duas partes. A primeira denominada O Livro dos Olhos Abertos e a segunda de O Livro dos Olhos Apagados. No primeiro livro, correspondente à primeira parte, Sors ainda não tinha chegado a Lisboa e, consequentemente, ainda não vivia debaixo do lava-loiças. É nesta primeira parte que é retratada a infância e a adolescência de Sors e um pouco da sua vida adulta, marcada por acontecimentos trágicos relativamente à sua vida familiar. Na segunda parte, Sors encontra-se em Lisboa e conhece então o homem que irá guardá-lo debaixo da sua banca da cozinha.
Uma característica que me fez gostar ainda mais deste livro é a quantidade de imagens (essencialmente de olhos) que este contem. Penso que as imagens tornam a leitura mais leve e ajudam a captar mais a atenção para os acontecimentos narrados. Sendo um livro com menos de 200 páginas é muito rápido de ler, e em conjunto com as imagens e um texto acessível é ótimo para vos acompanhar para a praia ou para ler naquelas pausas em que só querem relaxar um bocadinho.

Já leram o livro? Ficaram curiosos?




4 comentários :

  1. Só o nome do livro me deixa curiosa!!
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar
  2. Convenceste-me, Mary. Vou definitivamente procurar o livro e lê-lo. Gosto de histórias verídicas e esta parece-me bastante interessante.
    Beijinhos, fofinha! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais gostar deste de certeza! :)
      Beijinhos linda!

      Eliminar